domingo, 31 de julho de 2016

Review literária: Harry Potter and the Cursed Child

Olá princesas,

Bem-vindas a mais uma review literária (queria arranjar outro nome para esta rubrica, que eu quero que seja no mínimo mensal, mas não me ocorreu nada). Estou super feliz por vos poder trazer esta review em particular porque este para mim era "o" livro que eu tinha de ter este ano. O facto de o ter comprado a 31 de Julho (aniversário da J.K. Rowling e do Harry Potter e dia do lançamento deste livro)  só o tornou mais especial para mim. Estou a falar, claro, de Harry Potter and the Cursed Child. 

Harry Potter and the Cursed Child 


Eu e Harry Potter temos uma longa história como acredito que muitos de vocês também têm. Cresci com a saga, fui ver os filmes, chorei quando cheguei ao fim do último livro. Já reli todos os livros várias vezes e depois saiu a notícia de que ia haver uma peça. Pensei, fabuloso, sortudos dos que vão poder ver. Depois soube-se que ia haver outro livro, com a história da peça. Aí eu celebrei interiormente. Um livro sim! Está escrito como uma peça de teatro... I don't care! É outro livro, é Harry Potter são as minhas personagens na minha cabeça como sempre estiveram. Sabia que ia comprá-lo este Verão. Não estava à espera de o receber hoje. Na verdade quando entrei na Bertrand com os meus avós nem tinha a certeza se eles iam ter o livro ou se estava esgotado. Entrei por curiosidade. Só que ele estava lá e os meus avós maravilhosos quando viram a cara da neta a olhar para o livro quiserem logo que eu o trouxesse. Tenho os avós mais queridos do mundo, eu sei. Passei a tarde a devorá-lo (são 343 páginas, não demora muito).

A arte no interior do livro

O que é que eu posso dizer-vos sobre o livro (sem dar spoilers)... Ao início há aquela sensação de voltar àquele universo mágico. É uma espécie de bem-vindos a casa. Começa exactamente onde acaba o sétimo livro e gosto dessa sensação de continuidade. Passaram-se anos mas, no fundo, não saímos dali. Depois começamos a conhecer as novas personagens, a nova geração, a ver o que mudou. (Adoro o Scorpius Malfoy, é a minha personagem preferida entre os mais novos). A escrita apesar de o formato ser diferente continua a ter aquela qualidade mágica a que estamos habituados. As personagens continuam, apesar de toda a magia, profundamente humanas, com dilemas que todos acabamos (ou acabaremos) por enfrentar. A história flui bem, é interessante, deixou-me colada ao livro da primeira à última página. Há algumas pequenas peças do puzzle que me pareceram um bocadinho forçadas mas no conjunto fiquei super satisfeita com o livro.

A capa preta e dourada (desculpem a qualidade das fotos :/) 

Para terminar devo dizer que a edição é linda, em capa dura, preta com os detalhes a dourado e que vale bem cada cêntimo. Se são fãs de Harry Potter está super recomendado, eu estou super contente por o ter podido ler e por o ter na minha colecção.

See you next time,

Mia


sábado, 30 de julho de 2016

Review: L'Oreal Casting Sunkiss Jelly

Olá princesas, 

O post de hoje é sobre um produto que eu tenho usado ao longo do último ano (comprei-o há cerca de onze meses) e sobre os resultados que obtive no meu cabelo. Vou falar-vos do L'Oreal Casting Sunkiss Jelly. 

Eu decidi começar a usá-lo porque não estava satisfeita com a cor do meu cabelo. Ele era castanho claro mas com a adolescência foi escurecendo cada vez mais. Eu não estava muito satisfeita com isso e considerei mesmo pintar o cabelo (mas nunca ganhei coragem) até que o ano passado ouvi falar deste produto. Fiquei logo super curiosa para o testar e acabei por comprá-lo no final do Verão. 

O meu L'Oreal Sunkiss Jelly 
O produto em si vem numa embalagem de 100 ml mas que dura bastante, pelo menos para o uso que eu lhe dou, quase um ano depois ainda não acabei a embalagem. O produto é um gel branquinho que fica transparente depois de aplicado. É muito fácil de usar, com o cabelo seco ou molhado aplica-se o produto no cabelo (em todo o cabelo ou em áreas específicas é como preferirem) e deixa-se secar ao sol ou usa-se o secador (ou o ferro, eu fiz isso algumas vezes e nunca deu problemas). Como ele é activado pelo calor é tudo o que precisam para que funcione.

O gel branco

Eu usei-o mais nas primeiras semanas... levou cerca de um mês a usá-lo duas vezes por semana para ficar com uma cor bem mais clara e próxima do tom que eu queria. Depois como não o queria aclarar demais fui espaçando as utilizações. Actualmente eu uso-o de dois em dois ou três em três meses (é por isso que ainda tenho produto :P).  



Este foi o resultado. Ao fim de um ano o meu cabelo ficou visivelmente mais claro (ele fica mais loiro se as fotos forem tiradas com luz solar directa mas acho que esta está relativamente fiel ao aspecto que ele tem normalmente). Eu pretendo continuar o usar produto e recomendo a quem está a procura de aclarar o cabelo sem ter de pintar. 

Espero que tenham gostado. Já usaram este produto ou algo do género? Gostavam de experimentar? 

See you next time, 

Mia


segunda-feira, 18 de julho de 2016

Princesa às compras: Julho 2016

Olá princesas!

Venho aqui mostrar-vos o que eu andei a comprar este mês. Julho para mim tende a ser um mês de perdição porque faço anos e as lojas estão em saldos. Ou seja, acabo por comprar mais do que o costume (mas sabe tão bem, não é?).

No início do mês andei a passear com uma amiga na Expo e, claro, andámos a ver as lojas no Vasco da Gama.

Na Body Shop comprei o pack de perfume, creme para o corpo e gel de duche de que vos falei aqui, no final do post.

Body Shop Japanese Cherry Blossom - 11,50€

Na Claire's não resisti a uma coroa de flores, queria uma há imenso tempo e adoro esta com rosinhas cor-de-rosa muito simples e confortável. Já a usei durante um dia inteiro e fiquei quase sem marca na testa.
Coroa de flores - 8,95€
Na Pull&Bear encontrei estas sandálias brancas no meu número e não consegui resistir-lhes.

Sandálias -12,99€

Uns dias mais tarde fui passear pelo Colombo. Aqui a minha perdição foram a Primark e a Lefties. Mas também dei um saltinho na Bershka.

Ainda no capítulo dos sapatos, eu amo estes ténis da Primark mas eles comigo desgastam-se depressa portanto de vez em quando tenho de ir renovar o stock xD

Ténis - 3€
Claro que aproveitei e comprei também estas meias, prefiro usar ténis com este género de meias do que sem nada.
Meias. 5 pares - 3€

Eu estava a precisar de um cardigan branco e adoro que este da primark, tem um branco bonito. Eu sou esquisita e, por vezes, acho que estes casacos têm um branco...demasiado branco xD Este é mais pérola.
Casaco malha - 7,50€
Já andava a namorar estas pulseiras há algum tempo e desta vez decidi trazê-las. São super giras apesar de eu ter de ter cuidado para as ajustar aos meus pulsos fininhos.

Pulseiras - 3€
Claro que, na Primark, nunca consigo resistir a algumas daquelas coisas que eles têm por lá a preços tão apelativos que eu acabo sempre por trazer apesar de não serem muito necessárias. Desta vez foram estes elásticos transparentes (quero ver se começo a fazer penteados, agora que tenho o cabelo comprido quero usá-lo da melhor maneira) e uma escova para desembaraçar o cabelo molhado porque dá jeito e achei-a super gira.
Elásticos e escova coração - 1,50€ cada

Por fim, comprei este calções de pijama porque estava a precisar de renovar o meu stock de pijamas de Verão e depois na Lefties encontrei um top para fazer o conjunto.


Calções Primark- 5€ Top Lefties -2,99€ 

Na Lefties além do top, encontrei estes calções de ganga super giros e de que eu estava a precisar (não estavam em saldo mas gostei tanto de me ver com eles que não resisti).

Calções de ganga - 15€

Eu simplesmente amo o padrão desta camisola. Até tirei uma foto só para vocês verem quão lindo é. Achei o formato da camisola bastante invulgar e, como estava com um bom desconto, comprei-a.

Camisola Lefties - 6,99€

Por fim, passei na Bershka e não resisti a esta camisola de malha. Achei-a super fofinha para a meia estação, é rosa (mas existe em mais cores) e, por este preço, era impossível deixá-la lá.

Camisola Bershka - 5,19€ 

E vocês? Já andaram a aproveitar os saldos? O que acham das minhas comprinhas?

See you next time,

Mia 


quinta-feira, 14 de julho de 2016

Rotina de beleza: Os produtos que mais tenho usado nesta Primavera/Verão

Olá princesas!

Hoje venho mostrar-vos os produtos de beleza que fazem parte da minha rotina diária de Primavera/Verão. Tratar melhor de mim e da minha pele foi uma das minhas resoluções de ano novo e e embora não use todos estes produtos todos os dias (especialmente os de limpeza facial) estou a melhorar nisso.

Os meus favoritos...tudo muito rosa :p
Começando por aí mesmo, a minha rotina de limpeza facial é bastante básica. Só uso um exfoliante, um tónico e um creme hidratante (eu tenho a pele oleosa mas isso não é desculpa para não a hidratar).  O meu exfoliante é o Visibly Clear Pink Grapefruit Daily Scrub da Neutrogena.

Exfoliante Neutrogena
Eu adorooo este exfoliante. Para começar cheira bem o que é uma coisa que para mim conta imenso, porque ajuda a manter a vontade de usar. Segundo, parece que têm grãozinhos tipo areia fina e deixa a pele com uma sensação super limpa depois de usar. Eu comprei-o quando estava na Irlanda porque estava em promoção e gostei do cheiro e estou super contente com ele.


Tónico + detalhe da tampa

Eu gosto deste tónico da Cien, tem um cheiro discreto e adoro o dispensador super prático. É um bom tónico não tenho razões de queixa e pelo preço (não me lembro quanto paguei mas foi baratinho no Lidl lá na Irlanda) acho que é uma boa opção.

Hidratante facial árvore do chá

Este hidratante facial foi-me oferecido por uma amiga de Barcelona, ela ia voltar para casa e não tinha espaço para ele na mala e, como o meu hidratante estava a acabar, fiquei super contente por o receber. Ela disse-me que por vezes sentia que ele secava demais a pele (ele é para peles oleosas) mas eu nunca notei esse problema. Ele é ma-ra-vi-lho-so. Eu detesto aqueles cremes que deixam a pele com uma sensação pegajosa e este seca num instante mas deixa-me a pele super suave. Podem encontrá-lo aqui: www.stonadecel.com mas não sei se eles fazem envios internacionais.

Baby Lips Dr.Rescue Maybelline 

Para finalizar os cuidados de rosto, eu não passo sem o meu Baby Lips Dr. Rescue. Até posso não usar maquilhagem nenhuma em certos dias mas isto uso sempre. Ele é óptimo, deixa-me os lábios suaves e hidratados, tem um tom de rosa super bonito e sabor a menta *-* É tudo o que eu podia pedir.

MyLabel Exfoliante Romã&Toranja

Eu gosto tanto deste exfoliante corporal que foi a primeira coisa que fui procurar quando fui ao Continente depois de chegar a Portugal (o meu acabou na Irlanda). Cheira maravilhosamente bem, deixa a pele limpinha e tem um preço bem em conta, cerca de 3€, quando não está em promoção. Eu uso uma ou duas vezes por semana (no Verão sinto mesmo a necessidade de usar duas) e já não vivo sem ele.
Desodorizante Garnier

Sim, é um desodorizante mas não é um desodorizante qualquer. É o único que funciona comigo. A sério, outros que prometiam este mundo e o outro falharam-me. Este desodorizante que eu comprei porque gostei da embalagem é o único que eu sinto que faz efeito. O engraçado é que eu já comprei outros da mesma marca e continuo a preferir este.

Body Shop Japanese Cherry Blossom

Eu deixei o melhor para o fim. Esta é a minha linha favorita da Body Shop porque eu amo o cheiro a flores de cerejeira (ou, como dizem os japoneses, sakura). Este perfume foi outra das coisas que acabou quando estava na Irlanda e eu já me tinha habituado à ideia de que ia ter de o comprar com a nova embalagem, de que eu não gosto tanto. Por acaso, tive a sorte de apanhar o pack com o perfume, o hidratante corporal e o gel de banho em saldos na Body Shop do Vasco da Gama. O conjunto custou menos do que só o perfume novo porque é a embalagem antiga. Obviamente que fiquei logo com ele. Adoro o cheirinho floral e delicado, só gostava que durasse um bocadinho mais mas não é algo que me incomode muito. Ultimamente também tenho usado mais o hidratante corporal que além de cheirar bem também não deixa a pele com aquele efeito pegajoso (acho que já perceberam que isso para mim é a pior coisa que um creme me pode fazer). O gel de duche é bom mas como é assim pequenino eu uso-o mais quando viajo, por isso é que ele não está aqui.


Só falta uma coisa neste post... protector solar. Por uma razão muito simples, eu ainda não o comprei e não gosto do que tenho cá em casa. Alguma recomendação? Ah e se gostam/conhecem algum dos produtos de que eu falei não se esqueçam de comentar :)

See you next time,

Mia

P.S: As fotos usadas neste post foram todas tiradas por mim com o telemóvel por isso desculpem a qualidade.

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Review literária: Danças na Floresta e O Segredo de Cibele

Primeira review literária do blog :)

Eu adoro ler e nos meus anos recebo sempre alguns livros para minha grande felicidade. Estes dois foram presentes que abri logo à meia-noite de dia 3 e fiquei super agradecida aos amigos que mos ofereceram porque eu adoro Juliet Marillier mas ainda não tinha nenhum livro dela na minha colecção (já conhecia mas porque me tinham emprestado livros dela). Portanto terem-me oferecido dois, que eu ainda não tinha lido, foi o melhor início de aniversário que eu podia pedir. 

Danças na Floresta foi o primeiro destes presentes.


Ficha técnica:
Título: Danças na Floresta
Autor: Juliet Marillier
Ano: 2008
Nº de páginas: 336
EditoraBertrand
Sinopse: "Este livro da autora é inspirado no conto de fadas As Doze Princesas Bailarinas. É a história de cinco irmãs intrépitas, em luta com quatro criaturas sinistras, três misteriosos presentes mágicos, dois amantes proibidos e um sapo enfeitiçado. Há muitos mistérios na floresta. Jena e as suas irmãs partilham o maior de todos, um segredo fantástico que lhes permite escapar à vida diária nos campos da Transilvânia, e que mantiveram escondido durante nove anos. Quando o seu pai adoece e tem de abandonar o seu lar na floresta durante o Inverno, Jena e a sua irmã mais velha, Tati, ficam encarregues de cuidar da casa e das outras irmãs. O surgimento de uma misteriosa jovem de casaco preto faz nascer o amor numa das irmãs e, subitamente, Jena apercebe-se que tem de lutar para salvar aqueles que lhe são mais queridos. Acompanhada por Gogu , Jena tem de enfrentar grandes perigos para preservar não só as pessoas que ama, como também a sua própria independência e a da família."


Para começar a ideia de um livro inspirado n' As Doze Princesas Bailarinas cativou-me logo. A história destas cinco irmãs, Tatiana (Tati), Jenica (Jena), Iulia, Paula e Stela, é escrita com um toque verdadeiramente mágico que nos transporta imediatamente para o universo da história com uma mestria típica de Juliet Marillier. As criaturas que habitam o Outro Reino, a vida delas na Transilvânia tudo isto é maravilhosamente descrito. 
Eu adorei o enredo, acho que a história está muito bem conseguida, as personagens são cativantes, mesmo as secundárias, o que para mim é bastante importante. A narrativa escrita do ponto de vista de Jena é muito fácil de ler e a história flui naturalmente. Sinceramente, eu devorei-o e nem dei pelo tempo passar.  Recomendo-o imenso para quem gosta de livros de fantástico ou contos de fadas e quer algo leve mas capaz de proporcionar entretenimento literário de qualidade. 


O Segredo de Cibele, o segundo livro, é a continuação. 


Ficha técnica: 
Título: O Segredo de Cibele
Autor: Juliet Marillier
Ano: 2008
Nº de páginas: 368
EditoraBertrand Editora
Sinopse: "Paula viaja até Istambul com o seu pai em busca de um artefacto ancestral. O desejo que Paula tinha em descobrir o reino mágico onde vivera com as suas irmãs foi substituído por objectivos mais práticos: tornar-se comerciante de livros e manuscritos. No entanto, pistas e rumores acabam por convencê-la de que se encontra numa demanda fantástica e que a pessoa responsável por lhe ir dando essas pequenas suspeitas seja a sua irmã desaparecida, Tati. Puzzles, enigmas, testes de força e lealdade, lições sobre o amor, confiança e conhecimento - tudo isso surgirá na viagem de Paula, uma viagem onde o insucesso tem como preço a morte."

Este segundo livro é uma boa continuação do primeiro. Em termos de cenário há um contraste entre a animada Istambul e o ambiente mais natural da Transilvânia em que vivemos a primeira aventura. Passa-se seis anos depois e as personagens estão, naturalmente, mais velhas. A protagonista é Paula, a irmã mais erudita, e gostei de poder ler as coisas da sua perspectiva. Em termos de personagens, há que realçar o pirata português, Duarte Aguiar, que foi uma das minhas preferidas. A história continua a ter elementos da magia a que nos habituou o primeiro livro mas de uma maneira diferente o contacto é naturalmente mais ténue. Eu diria que este livro continua a ser para amantes de fantástico mas também para quem gosta de histórias com enigmas e conspirações à la Dan Brown. 

Eu adorei ambos os livros e estou muito contente por os ter recebido no meu aniversário. Proporcionaram-me umas tardes deliciosas esta semana. E vocês, de que género de livros gostam?


Mia