quarta-feira, 24 de maio de 2017

Um Pequeno Guia de Dublin

Buongiorno,

Este post foi-me "encomendado" há mais de um mês pela minha querida Naipes que anda agora a viajar por Inglaterra e pela Irlanda. Como ela sabe que eu vivi perto de Dublin pediu-me para elaborar um pequeno guia da cidade para quando ela a fosse visitar. Como já devem ter percebido o post está um bocado atrasado mas, como mais vale tarde que nunca, espero que gostem do meu pequeno guia de Dublin.

Museus:

Trinity College Library "Long Room" - Vamos começar pelo campus de Trinity okay? Porque é um campus universitário de filme. Porque aqueles relvados têm história e é impossível entrar naquela universidade sem sentir que estás a entrar numa Instituição, assim mesmo com "I" maiúsculo. A entrada para a Long Room é um bocadinho cara... ou pelo menos parece principalmente por estares num país em que tantos museus são grátis. Mas prometo que vale cada cêntimo para sentires a imensidão do espaço. A altura do tecto, os milhares de livros, a montanha de conhecimento encerrada naquelas paredes de universidade histórica. Sentes isso... cheira a isso sabes? Aquele cheirinho bom de livros velhos. Arrepio-me a pensar naquelas estantes de madeira escura ladeadas pelos bustos de grandes mestres. Pela harpa irlandesa, dos bardos que foram os primeiros contadores de histórias numa terra que gosta de histórias e de música. É imponente e imperdível.

Perspectiva da Long Room

Morada: The Library of Trinity College Dublin, Dublin 2, Ireland

Chester Beatty Library - Este é grátis, excêntrico e absolutamente maravilhoso. Situa-se no Dublin Castle e para lá chegares tens de passar por um jardim lindo. Cá em baixo tem um café com uma decoração que mistura agradavelmente o lado mais clean e moderno e uns toques de fantasia. Uma das salas do piso térreo tem um vídeo que explica quem foi Chester Beatty e acho que torna a experiência de conhecer o museu mais interessante. Nas galerias recomendo a colecção de livros em que há edições de sonho desde papiros egípcios a variados manuscritos e livros impressos europeus e árabes.Também há vários textos asiáticos.  Ah, na secção asiática além de todo o espólio literário também encontras alguns objectos curiosos como espadas samurai.


Chester Beatty Library (a foto não é minha)

 Podem espreitar mais informações aqui

A morada é: Chester Beatty Library, Dublin Castle, Dublin 2, Ireland

National Gallery of Ireland - Vale sempre a pena mas vale ainda mais consultares com antecedência que exposições é que estão em exibição no momento porque são gratuitas. Aliás todos os National Museums em Dublin têm entrada livre.

Morada: Merrion Square W, Dublin 2, Ireland

Parques e Jardins:

Phoenix Park - É o maior parque de Dublin e um óptimo sítio para um passeio. Não é tão bonito como o Botanical Garden nem tão arranjado e central como St. Stephens Green mas é o que tem mais vida selvagem e aquele em que é mais provável encontrares uma manada de veados. Já agora eles são amorosos e se lhes levares cenouras ou maçãs podes fazer-lhes festas. Só por isto já vale a pena mas há muito mais por explorar.

Mais sobre as actividades do parque aqui

Veadinhos em Phoenix Park


St. Stephen's Green - No coração de Dublin encontras este lindo jardim que é um dos favoritos dos locais. Vês sempre muitas famílias a passear e é super agradável para um passeio calminho. É muito arranjadinho e tem imensas flores especialmente nesta altura do ano em que fica ainda mais bonito e agradável.

Mais informações sobre o jardim aqui


Compras:

O'Connell Street/Henry St./ Mary St. - A minha zona comercial favorita onde podes encontrar todas as lojas tipo Penney's, H&M, Forever 21 e todo o tipo de marcas de roupa, acessórios e etc. Essencialmente onde ir para uma tarde de compras. Usar o Spire como referência funciona sempre se te perderes numa das ruas laterais, para conseguires voltar à O'Connell que é a rua central.


A Penney's original em Mary St. e uma vista da rua

Grafton Street - É uma das artérias comerciais da cidade e é bastante conhecida portanto vale sempre a pena passar por lá e entrar em algumas lojas.

Carroll's - Não se pode falar em compras na Irlanda sem falar nesta típica loja de souvenirs. Vale sempre a pena entrar numa e existem muitas espalhadas por Dublin para comprar uma pequena lembrança. É onde consegues encontrar aquele avental da Guiness para o pai, o íman de frigorífico para a avó e o copo de shot para a amiga que faz colecção. Pode parecer um pouco armadilha de turistas mas eu ficava sempre impressionada pela variedade de coisas que lá havia, mesmo quando não se compra nada é sempre uma visita divertida.

Comida e Diversão Nocturna

Sweet Republic - Perto do Rio Liffey  este é O sítio que nenhum guloso que se preze pode ir a Dublin e não visitar.  Estão a ver aqueles batidos à Instragram feitos com uma pilha de coisas deliciosas que nos põe a salivar só de olhar para a o ecrã? A Sweet Republic tem. Waffles com toppings só para super gulosos?  A Sweet Republic tem. Pizza de nutella, com Kinder Bueno e mini-marshamallows? A Sweet Republic tem.Percebeste a ideia certo? É delicioso e decadente, pode arruinar uma dieta mas vale a pena... existe ali. Super recomendado, além disso o espaço é super giro e se tiverem sorte de arranjar mesa podem divertir-se com os acessórios como óculos e perucas ou jogar Jenga com amigos.


Algumas das tentações da Sweet Republic (a foto não é minha)


Morada: 26 Bachelors Walk, Dublin

J.W. Sweetman Craft Brewery-  Facilmente reconhecível pela fachada cheia de bandeirinhas era um dos nosso pubs favoritos. Bom ambiente de pub irlandês, óptimo local para pedir uma pint do que te apetecer (se for sidra pede Orchard Thieves) e ficar a conversar e a ouvir música especialmente durante a semana.





Morada: 1-2 Burgh Quay, Dublin 2

Temple Bar - Provavelmente uma das zonas mais conhecidas de Dublin, o bairro dos pubs e da vida nocturna. Vale uma visita mas aqui sem recomendações o melhor é deixares-te ir, entrar no que tiver a música mais ao vosso gosto e preparares-te para te divertires bastante. Desde que se tenha as precauções normais de quando se vai sair à noite em qualquer lado do mundo (por exemplo, não deixar as malas por aí sem vigilância) costuma ser tranquilo.

Espero que tenham gostado e que a Naipes ainda possa aproveitar este pequeno guia. Já agora desculpem a ausência prolongada, estou a tentar voltar a pôr o blog em funcionamento aos poucos. Confesso que já tinha saudades deste meu cantinho digital.

Mia

sábado, 25 de março de 2017

My Wishlist: Cosméticos e maquilhagem para a Primavera

Olá princesas,

Estamos em Março, a primavera vem aí e eu estava cheia de saudades de fazer uma wishlist. As mudanças de estação são sempre uma altura em que eu procuro ir ajustando os meus cuidados de pele e a minha rotina de maquilhagem e nos últimos meses tenho andado a acumular vários produtos que vou vendo aqui e ali e que gostava muito de experimentar.





Pincéis (Ebay)- Este é o único item que vem da minha wishlist de Inverno, portanto vai ser dos primeiros a vir cá para para casa. Adiei durante vários meses mas acho que é desta que me convenço a encomendá-los até porque quero melhorar começar a maquilhar-me melhor e quero experimentar umas coisas e como não tenho nenhuns uso isso como desculpa :P

Esponja tipo "Beauty blender"- Ainda nos acessórios ando há muito tempo a querer experimentar uma esponjinha desde género e finalmente atrevi-me a comprar uma que espero que chegue em breve.

Physicians Formula Nude Wear Concealer- A coisa mais desejada deste wishlist inteira. Desde que a Naipes me mostrou esta coisa linda que eu quero experimentá-lo. Estou a precisar de um concealer novo, li boas reviews deste e a embalagem é tão maravilhosa que passou logo à frente de tudo o resto.

Tonymoly Panda So Cool Eye Stick- Já há muito tempo que ando para comprar este pequenino da Tonymoly por saber que é um dos meninos queridos de muitas bloggers que gostam de produtos coreanos. Sempre ouvi dizer maravilhas deste stick e como parece as minha olheiras vieram para ficar achei que estava na hora de fazer algo em relação a isso. Até porque como tenho de acordar cedíssimo para ir trabalhar incluir algo que alivie a sensação de olhos inchados de sono na minha rotina matinal parece-me uma excelente ideia.

Tonymoly Pocket Bunny #Sleek Mist -  há muito tempo que ando curiosa para experimentar este amiguinho que pode ser usado antes da maquilhagem ou depois para fixar e hidratar (que é como a maioria das pessoas usam) então acho que é esta Primavera que ele vem parar cá a casa.

Lip Tint Etude House Wonder Fun Park #PK001- Eu já andava curiosa para experimentar um lip tint há imenso tempo mas eu nem batom uso assim tanto e nunca arranjava uma cor que me cativasse a sério. Isso mudou há uns dias quando vi este post no Naipes Heart (isto começa a ser recorrente *cof cof*) e fiquei vidrada neste. Adorei logo a cor assim de caras e decidi que é desta que eu me rendo.

E vocês também fazem wishlists destas? Ficaram curiosas com algum produto em particular?

See you next time,
Mia


terça-feira, 21 de março de 2017

Review literária: Convergente

Olá princesas,

Este não era o livro que tencionava trazer-vos para review literária deste mês até porque não estava a contar comprá-lo já (era um dos que estava a guardar para a Feira do Livro) mas como o encontrei com desconto numa livraria ao pé de minha casa decidi aproveitar. Vocês já sabem que eu não resisto a uma boa promoção...

Estou a falar de Convergente, o terceiro livro da saga Divergente de Veronica Roth. Eu já tinha visto os filmes anteriores e até já tinha lido os dois primeiros volumes da saga mas ainda não tinha comprado nenhum. Embora eu por norma fosse comprar o primeiro volume estava ansiosa para saber como acabava a história e este acabou por ser o escolhido.


O meu exemplar de Convergente

Ficha técnica:

Título: Convergente 
Autor: Veronica Roth
Ano: 2016
Nº de páginas: 416
EditoraPorto Editora
Sinopse: " A sociedade de facções em que Tris Prior acreditava está destruída - dilacerada por actos de violência e lutas de poder; e marcada para sempre pela perda e pela traição. Assim, quando lhe é oferecida a oportunidade de explorar o mundo para além dos limites que conhece, Tris aceita o desafio. Talvez ela e Tobias possam encontrar, do outro lado da barreira, uma vida mais simples, livre de mentiras complicadas, lealdades confusas e memórias dolorosas. 

Mas a nova realidade de Tris é ainda mais assustadora do que a que deixou para trás. As descobertas recentes revelam-se vazias de sentido, e a angústia que geram altera as vontades daqueles que mais ama. Uma vez mais, Tris tem de lutar para compreender as complexidades da natureza humana ao mesmo tempo que enfrenta escolhas impossíveis de coragem, lealdade, sacrifício e amor. 

Alternando as perspectivas de Tris e Quatro, Convergente, encerra de forma poderosa a série que cativou milhões de leitores em todo o mundo, revelando por fim os segredos do universo Divergente."

Falando da história, é um continuação do volume anterior, e é muito mais intensa e emocionalmente complexa do que eu estava à espera. Continuamos com os nossos queridos personagens liderados pelo casal-maravilha Tris e Tobias, que eu adoro desde o início, que neste volume decidem com um grupo de amigos escapar da cidade e fazer o que Edith Prior queria. Só não sabem é que o que os espera lá fora está longe de ser um mundo ideal.

Eu achei que a história está muito bem conseguida e realista mas sinceramente não estava à espera daquele final, achei angustiante, chorei a lê-lo e custou-me a aceitar mas tenho de dizer que a Veronica Roth tem mérito por ter escrito as coisas assim. Foi um final que provavelmente desagradou a muitos fãs mas, ao mesmo tempo, eu entendo que era o desfecho que fazia sentido. Mas custa muito... não se enganem custa muito mesmo. Felizmente, depois quando vi o filme descobri que eles mudaram isso e deixaram um final mais bonitinho para agradar aos fãs mas que sinceramente tem menos impacto.
Eu não consegui decidir de qual dos dois gostei mais porque, se o do filme era o final que eu queria, admito que o do livro me deixou a pensar e tem um impacto muito maior.

Por fim, não posso deixar de falar da capa. Eu, por norma, gosto mais dos livros com as capas originais do que com as capas dos filmes (quando há as duas) mas neste caso, acho que vou querer todos com as capas do filme... acontece que o meu único celebrity crush é o meu querido Theo James que interpreta o lindo Tobias Eaton... e já que comprei este com a capa do filme agora quero os outros assim também.

Conheciam esta história? Também têm a mania de querer uma certa coerência visual quando compram uma saga? Digam-me tudo nos comentários.

See you next time,

Mia

domingo, 5 de março de 2017

Favoritos do Mês: Fevereiro 2017


Olá princesas,

Sinceramente para mim Fevereiro foi um mês tão difícil que é complicado falar de favoritos. Fevereiro foi um mês de dias esgotantes, falta de tempo para mim e muitas dores de cabeça. Sinceramente foi um mês em que vi trabalho, trabalho, trabalho e pouco mais e isso criou um certo desequilíbrio na minha vida. Andei exausta, cansada, sem vontade de nada. Mas foi apesar de tudo um mês com bons momentos.





Beleza





Os amigos da minha pele este mês 


Foi um mês em que o stress se reflectiu também na minha pele mas em que tentei usar os poucos momentos que tinha para um momentos tentar compensar isso. A minha fita com orelhas de gatinho e este exfoliante de alperce da Yves Rocher que tem sido parte dos meus cuidados de pele este Inverno têm ajudado muito.

Livros




Foi um mês com mais livros... O pouco tempinho que eu fui arranjando para mim foi para ler. Além d'O Perfume Secreto do qual fiz review no último post, também gostei muito de A Rapariga de Istambul. A minha whislist de livros continua a crescer e foi em Fevereiro que anunciaram a data para a Feira do Livro de Lisboa (é começar a poupar para Junho, pessoal) No campo literário houve muitas boas notícias este mês o que é sempre um consolo.

Momentos

Like I said... not my picture


Foi o mês em que voltei a ir ao sushi!!! Isto foi a minha coisa preferida do mês inteiro. Porque almoçar no sushi (coisa que não fazia há meses) na companhia do meu melhor amigo fez-me melhor do que eu podia imaginar. A comida estava óptima, a companhia e a conversa souberam ainda melhor. Saí do sushi com energias renovadas, um sorriso no rosto e barriguinha cheia. Já estou cheia de vontade de voltar... O único senão é que me esqueci de tirar fotografias, portanto tenho de vos deixar esta imagem ilustrativa.

Foi um mês de regressar à Gulbenkian, ao meu refúgio preferido, primeiro para um lindíssimo concerto de música clássica e mais tarde para um passeio solitário no jardim a que eu chamo a minha casa fora de casa, excelente para pôr as ideias a ordem e para um tempinho só comigo. Exactamente o que eu andava a precisar.


Balanço do mês

Fevereiro foi como eu disse no início do post um mês bastante stressante e complicado para mim. Mas também foi um mês em que eu me senti grata pelas pessoas maravilhosas que tenho na minha vida. Não foi um bom mês mas teria sido um mês bem pior se não tivesse tanta gente boa ao meu lado. Portanto eu quero agradecer:

 - Ao Rik e ao Phil, por terem sido os meus companheiros nesta mudança de departamento e de rotina, pelos mails que me enviaram e me fizeram rir no meio de todo o stress, por aturarem o meu humor quando tenho de acordar às 5 da manhã, pelas gargalhadas que me fizeram soltar e pelas conversas que fomos tendo.

-  Ao Ivo porque sabe sempre fazer-me sentir melhor, por partilhar as boas notícias comigo, por aquele sushi que salvou a minha semana. Por ser o meu onii-chan e por me dar abraços tão maravilhosos-

- À Sofia porque num dia de chuva torrencial saiu de casa porque o nosso cafezinho impunha-se e pôr a conversa em dia é mais importante do que o resto, por provar sempre porque é a melhor amiga que uma pessoa pode pedir e por me mandar aquelas mensagens a meio do dia que melhorariam a semana a qualquer um.

- À Milena por todas as chamadas a todas as horas possíveis só para saber como eu estou, para desabafar, para pedir um conselho, para contar uma loucura. A minha vida não era a mesma sem ti e sem todas aquelas coisas maravilhosas que tu encontras para me enviar em privado no Instagram. Obrigada pela alegria que me trazes e por nunca te esqueceres que por muito longe ou ocupada que eu esteja estou sempre só à distância de um telefonema. Nem sabes o bem que isso me faz.

- Por fim, à Naipes que alegra sempre os meus dias com as coisinhas bonitas que ela me mostra e com boas conversas.

Sinceramente ainda bem que já estamos em Março. Venha a primavera, venham as coisas bonitas e espero que seja um mês bem mais tranquilo e equilibrado. :)

See you next time,

Mia

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Review literária: O Perfume Secreto

Olá princesas,

Já alguma vez sentiram há semanas que demoram uma eternidade? As últimas duas semanas fora, assim para mim. Fiquei sem entusiasmo para nada, nem sequer para o blog. Chegava a casa e só queria dormir.
Felizmente isso já passou e hoje trago-vos a review literária de Fevereiro.

Este mês, eu queria um romance. Estava indecisa mas como eu adoro histórias que envolvam o universo de perfumes, memórias olfactivas e cenários bonitos este chamou-me à atenção. O facto de se passar na 1ª Guerra Mundial foi mesmo a cereja no topo do bolo, porque se houver um nadinha de história envolvida para mim são logo mil pontos de interesse que o livro ganha.

Venham daí conhecer a história de Fleurette Delacroix e perceber porque é que eu me apaixonei por este livro.


O Perfume secreto - Adorei a capa chamou-me logo à atenção :) 



Ficha técnica:
Título: O Perfume Secreto
Autor: Fiona McIntosh
Ano: 2016
Nº de páginas: 436
EditoraQuinta Essência
Sinopse: "Na véspera da Primeira Guerra Mundial, Fleurette, a única filha da rica casa perfumista Delacroix, está a ser forçada a casar com um homem que detesta, Aimery De Lasset, director da mais famosa fábrica de perfumes em França. Apenas os sinos da catedral a dobrarem para convocar os homens para a linha da frente na noite do casamento a salvam de consumar a noite de núpcias.
Quando recebe uma carta do irmão afastado de Aimery a advertir contra a união de ambos, Fleurette fica com o fardo de um segredo terrível. É um segredo que tem o poder de destruir duas famílias e os seus impérios de perfume de uma vez por todas. O Perfume Secreto é uma festa inebriante para os sentidos, uma história muito apaixonada e dramática sobre o dever, o engano e o desejo."

Não conhecia a autora Fiona McIntosh mas gostei bastante da maneira como o livro está escrito e de toda a pesquisa que tornou possível que eu sentisse de uma maneira tão real a região de Grasse no Sul de França, famosa pelos seus perfumes. Também lhe dou o mérito de ter tornado Fleurette uma heroína tão apaixonante. Ela vive numa época em que as mulheres são objectos, moedas de troca e tem um dom hereditário conhecido como "o Nariz" que lhe permite distinguir muito mais odores do que a maioria dos seres humanos e lhe dá uma habilidade extraordinária para criar perfumes. Mas sendo mulher está impedida de ser perfumista num mundo de homens.  O crescimento de Fleurette nos anos de guerra, anos em que sem homens, em que foram as mulheres que "governaram" a França e que asseguraram que, quando a guerra acabasse, a vida pudesse continuar foi uma das coisas que mais gostei na história. Ela amadurece muito nota-se a transição menina-mulher. Isto sem falar na intriga principal que está muito interessante e bem escrita.

Se gostam de romances, este está super recomendado. Eu adorei-o e depois de todas as minhas indecisões na livraria quando o acabei só dizia para mim... fiz mesmo a escolha certa.

Deixei-vos curiosas? Gostam deste tipo de livros? Digam-me tudo nos comentários :)

See you next time,

Mia

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Review: Holika Holika Sweet Cotton Pore Cover BB cream

Olá princesas,

Eu já vos falei deste BB cream algumas vezes aqui no blog (por exemplo aqui e aqui) desde que ele está nos meus favoritos de Janeiro sinto que ele despertou mais curiosidade. Vou começar por vos dizer que, caso ainda não tenham reparado, eu adoro cosméticos coreanos, aliás as minhas wishlists de cosméticos e maquilhagem acabam sempre por incluir uma boa quantidade deles.

Na verdade, esta é a primeira de uma série de reviews de produtos coreanos que eu vou comprando e experimentando e que pretendo trazer para o blog.

Como de todos os produtos que tenho por cá o BB Cream é o que tenho usado com mais regularidade mereceu ser o primeiro a ser mencionado, até porque é aquele sobre o qual tenho uma opinião mais definida.

Holika Holika Sweet Cotton Pore Cover BB Cream #2 Natural Beige

Começando pelo início que é como quem diz pela embalagem. Eu adoro embalagens bonitas. Admito. A primeira coisa que me chamou à atenção neste BB Cream foi precisamente esta embalagem bonitinha às riscas rosa e amarelas e com um layout tão fofo que eu fiquei logo com vontade de o comprar. Quando vi que prometia controlar a oleosidade, tornar os poros menos visíveis (I mean chama-se Pore Cover) e que tinha uma boa cobertura foi entrada directa para aqueles produtos que eu tinha mesmo de testar. Ainda para mais com protecção solar factor 30 que é uma coisa que eu valorizo. A cereja no topo do bolo foi quando descobri que tinha dois tons à escolha (porque muitos BB creams coreanos só têm um) e escolhi testar o #2 Natural Beige.


Promesas e ingredientes

Encomendei o meu do ebay, custou-me à volta de 5/6€ e chegou dentro do tempo previsto. A primeira coisa que notei quando o tirei da embalagem é que ela é bem pequenina, tem só 30ml. Mas não se preocupem porque dura (pelo menos para o uso que eu lhe tenho dado). A segunda coisa foi o cheiro. Ele cheira mesmo a algodão doce o que para mim é uma novidade em termos de produtos deste género e rapidamente se tornou uma das coisas que mais gosto nele. O cheiro não é forte e acaba por se desvanecer mas gosto imenso de o sentir enquanto estou a aplicá-lo. Deixa-me bem disposta de manhã. 


A quantidade que eu uso normalmente

O produto em si parece espesso mas espalha-se muito facilmente, eu normalmente uso uma das minhas esponjas triangulares que comprei num kit da H&M e bastam-me duas gotinhas como a da imagem para cobrir a cara inteira. O acabamento é super natural e deixa-me a pele uniforme, cobre-me as imperfeições todas (a menos que tenha assim uma borbulha daquelas muito horrorosas, que mesmo assim, ajuda a disfarçar). Deixa-me a pele sem aquele brilho oleoso mas também não acho que o acabamento seja completamente mate, pelo menos não tanto como outros BB creams que eu testei anteriormente. O aspecto geral é de que a minha pele é assim quando eu acordo (queria eu)  tipo "eu versão melhorada" que é algo que adoro. 

Tal como vos tinha dito, estou completamente apaixonada por ele e assim que vir que este está a acabar vou encomendar um novo. Só não o recomendaria se forem mesmo muito morenos porque eu que até sou mais para o branquinha acho que ele na versão mais escura acertou mesmo no meu tom de pele. Se forem das sortudas com pele de porcelana aconselhava-vos a tentar o tom mais claro. 

Gostaram da review? Se tiverem qualquer dúvida sobre este BB cream, sobre onde eu o encomendei ou sobre cosméticos coreanos em geral deixem nos comentários :) 


See you next time, 

Mia

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Favoritos do Mês: Janeiro 2017


Olá princesas,

Decidi começar uma rubrica nova aqui pelo blog: Favoritos do Mês. É uma rubrica que já tenho visto em vários blogs e sempre foi uma das minhas favoritas de ler porque sinto que além de nos darem sugestões sobre produtos ou  eventos são sempre posts mais pessoais que ajudam a conhecer melhor quem escreve o blog. Sem mais demoras vamos lá descobrir os meus: 



Beleza

Rímel Oriflame, lipbalm Tonymoly e BB cream Holika Holika

Este mês tive três productos favoritos que foram os meus companheiros quase diariamente. O primeiro foi este lip balm da Tonymoly. Eu comprei-o na Sephora numa promoção em Novembro e desde aí que tem sido o meu companheiro. Adoro a hidratação que me dá aos lábios e o sabor a pêssego. Mesmo nos dias em que não usava mais nada este lip balm andava comigo.
O meu segundo companheiro foi o meu Sweet Cotton Pore Cover BB cream da Holika Holika. Nem consigo dizer o quando o adoro. Gosto da cobertura, gosto do tom, adoro o cheirinho a algodão doce e a embalagem pequenina. Aliás gosto tanto dele que eu que sou aquela pessoa que adora andar a testar BB Creams diferentes vou encomendar outro igual assim que vir que este está a acabar. Vai haver uma review mais completa por aqui em breve.
Por último, o meu rímel The One Featherlight da Oriflame. Este foi uma compra meio impulsiva que compensou imenso.
Eu queria comprar um batom mas o tom que eu queria estava numa promoção que incluía comprar também este rímel. Eu queria um rímel intermédio entre o meu transparente super discreto e o meu Maybelline mega dramático mas até já tinha um em mente. Perguntei à Lia a minha conselheira Oriflame o que é que ela me podia dizer sobre este rímel e se já tinha experimentado e ela deu-me a opinião dela (que eu sei que é sempre muito sincera) e eu arrisquei. Foi aposta ganha. Adoro o efeito nas pestanas e de facto, é mesmo Featherlight visto que nem sinto que estou a usar rímel. Até a minha mãe se rendeu e pede-mo emprestado de vez em quando.

Moda
O meu pijama da Primark 
Este mês além do blusão de pele que vos mostrei no post anterior a única peça que não dispensei foram mesmo os meus pijamas. Como andei constipadíssima a meio do mês, o que me deixou muito menos activa por aqui, os pijamas foram a peça que mais gostei de usar. Este da imagem é o meu actual favorito e comprei-o na Primark. Adoro as cores, adoro que seja confortável e quentinho (a parte de cima não parece muito mas tem um material fofinho por dentro), adoro que as calças tenham bolsos e como fã do Bambi que sou apaixonei-me logo por ele. 

Livros


O meu livro do mês

Este foi um mês de poucas leituras o que me deixa triste. Eu adoro ler e pela primeira vez na minha vida sinto que andei tão cansada que nem tempo para isso tive. O livro do mês foi mesmo o Fantastic Beast e podem ler a minha opinião sobre ele aqui.

Filmes



Fantastic Beasts/ La La Land
Eu não sou pessoa de ir muito ao cinema mas este mês fui lá duas vezes. Fui ver o Fantastic Beasts and Where to Find Them sozinha e adorei. Agora no final do mês a minha mãe estava a falar de como não ia ao cinema há imenso tempo e eu num impulso convidei-a para vir ao cinema comigo ver o La La Land. Gostei do filme... se é filme para ganhar os Óscares não sei mas não achei o dinheiro do bilhete mal empregue. Ah e o prémio de favorito do mês vai mesmo para o Fantastic Beasts.

Recebidos

Recebidos do Giveaway de 4 anos do blog Naipes Heart

Este mês foi um mês em que me senti mimada e sortuda. Descobri que tinha ganho um dos giveaways da Naipes o que me deixou muito contente (Quer dizer vejam só a quantidade de coisas fofas!) e recebi várias prendas de Natal atrasadas que me fizeram sentir muito acarinhada. Houve um porta-chaves que me marcou em especial porque estava mesmo a precisar de um novo e este é mesmo a minha cara.

Momentos
Este foi um mês em que pude passar tempo com vários amigos especiais nomeadamente celebrar o aniversário do meu melhor amigo e o regresso da minha melhor amiga. A Sofia estava na Irlanda de Erasmus e voltou no final de Dezembro. Janeiro foi definitivamente o mês para voltar às adoradas rotinas da nossa amizade, às compras, aos cafezinhos, às conversas que só nós temos. Os melhores momentos são mesmo com ela. Estava a morrer de saudades por termos passado tanto tempo longe uma da outra em 2016 e definitivamente tê-la de volta a Portugal foi o ponto alto do meu mês.


Balanço do mês
Janeiro foi um mês complicado do ponto de vista da saúde, com muitas mudanças no trabalho e uma pequena desilusão amorosa mas acho que apesar de tudo foi um mês recheado de boas surpresas e cheio de bons momentos com os meus amigos. Consegui passar tempo com vários amigos chegados que não via há algum tempo e recebi imenso carinho dos meus colegas de trabalho quando tive de mudar de departamento. Pude comprovar mais uma vez que realmente há amizades que não mudam com o tempo, nem com a distância e que quando as pessoas querem estar connosco arranjam tempo nem que seja para me ligar para me dar um puxão de orelhas, necessário, vou admitir. (Obrigada Milena!).

Venha Fevereiro!

E vocês por aí tiveram um bom mês ou nem por isso? Gostam deste tipo de post?

See you next time,

Mia